07
Ter, Dez

Dom Luiz recebe varias homenagens pelos seus aniversários de Ordenação e Natalício

Clero

domluizcortandooboloDom Luiz Antonio Cipolini comemorou na última semana o seu primeiro aniversário de Ordenação Episcopal (7), e seu aniversário natalício (8).

Além das Celebrações com o Clero no dia 7 e com toda a Igreja Particular no dia 8, em Celebração de Ação de Graças na Catedral, Dom Luiz recebeu felicitações de Dom Irineu Danelon, bispo de Lins, da CNBB, do clero diocesano, do Cardeal Dom Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo e Pe. Robson de Oliveira Pereira, C. Ss. R., Reitor do Santuário Basílica do Divino Pai Eterno.

Segue abaixo as Homenagens:

Carta do Clero Diocesano

A Diocese em seus 62 anos de existência vive tempo de graça com o novo bispo diocesano, o quinto em sua sucessão, juntamente com os padres, seus colaboradores imediatos. O que seria da Diocese sem a presença e atuação do bispo e de seus padres.

A Diocese, através dos padres, leigos, religiosos e autoridades, alegrou-se com a nomeação de Dom Luis Antônio e esteve presente para conhecer o novo bispo, manifestar satisfação pela nomeação, pois não o conhecia e não ficou frustrada, vendo em sua pessoa um dom de Deus, que não abandona seu povo. Dias depois, Dom Luis Antonio foi festivamente recebido numa grande celebração de posse com a participação de representantes de toda a Diocese e autoridades locais. Os padres e leigos assumiram com satisfação a chegada do novo bispo o qual iniciou os primeiros contatos com a nova realidade.

Evidentemente, Dom Luis Antonio trouxe sua experiência pastoral e aos poucos implanta mudanças que julga necessárias. Transcorridp um ano, aqui estamos para concretizar o propósito de caminhar juntos, em acolhida mútua com o objetivo de realizar a vontade de Deus e o bem da Igreja. Algumas iniciativas necessárias foram tomadas para o bem da Diocese que exigem de todos aceitação para o devido crescimento. E tempo de graças, pois sempre vivemos em sintonia com as diretrizes da CNBB que propõe atualização da pastoral a fim de cumprimos a missão evangelizadora. Atualização deve acontecer, pois ainda não se atingiu a perfeição pastoral. Basta ver agora as novas orientações do seu novo documento sobre paróquia, comunidade de comunidades, que no passado fizeram parte da nossa diretriz pastoral. E imprescindível a atualização da Diocese, pois os tempos mudaram. E o que afirma o Papa Francisco, que a Igreja seja uma Igreja aberta, de saída para chamar e acolher a todos.

Para não ficar em generalidades, fundamento tais considerações e cito alguns pensamentos do Concílio Vaticano II.

Lúmen Gentium n. 11 afirma que alguns fiéis são instituídos em nome de Cristo e recebem o dom do Espírito Santo, para apascentar a Igreja com a palavra e a graça de Deus. Assim devemos considerar o nosso bispo, escolhido por Deus para a Diocese. "Com efeito, " Cristo a quem o Pai santificou e enviou ao mun do, fez os Bispos participantes de sua consagração e missão, através dos Apóstolos, de quem são sucessores. Os bispos passaram legitimamente o múnus de seu ministério, em graus diversos, a pessoas diversas na Igreja. Assim o ministério eclesiástico divinamente instituído, é exercido em diversas ordens pelos que deste a antiguidade são chamados Bispos, Presbíteros e Diáconos. Neste sentido nosso presbitério goza da legitimidade em sua constituição e missão, desde a criação da Diocese, durante o pastoreio dos quatro bispos que nos precederam.

Os bispos, "distinguidos pela plenitude do sacramento da Ordem", pelo Espírito Santo que lhes é dado na ordenação, "foram constituídos verdadeiros e autênticos Mestres da Fé, Pontífices e Pastores. E como tais, presidem ao rebanho do Senhor na pessoa de Cristo cabeça..

Embora os presbíteros não possuam o ápice do pontificado e no exercício do seu poder dependem dos Bispos, estão contudo, com eles unidos na dignidade sacerdotal. Em virtude do sacramento da Ordem, segundo a imagem de Cristo, sumo e eterno Sacerdote. Eles são consagrados para pregar o Evangelho, apascentar os fiéis e celebrar o culto divino, de maneira que são verdadeiros sacerdotes do Novo Testamento (LG 28

E por fim transcrevo a exortação do Ritual de Ordenação Episcopal : "Acolhei pois, , com alegria e ação de graças, este nosso irmão, que nós. Bispos aqui presentes, associamos ao Colégio Episcopal pela imposição das mãos.

Deveis honrá-lo como ministro de Cristo e dispensador dos mistérios de Deus, pois a ele foi confiado testemunhar a verdade do Evangelho e o ministério do Espírito de santidade. Lembrai-vos das palavras de Cristo aos Apóstolos:": Quem vos ouve, a mim ouve; quem vos despreza a mim despreza, e quem me despreza, despreza aqueles que me enviou.",

Adamantina, 07 de julho de 2014

{jathumbnailoff}

Pe. Robson

homenagempaieterno


Dom Irineu Danelon

 

homenagemdomirineu

 

Cardeal Dom Odilo Pedro Scherer

 

homenagemdomodilo

 

CNBB


homenagemcnbb 

EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL CHRISTUS VIVIT
clique para baixar
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade”
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade” é lançada pelo papa
Área de arquivos
Materiais disponibilizados pela Diocese e pelas pastorais

capa271