16
Sab, Out

Ordem das Virgens proporciona amor e devoção a Deus e à Igreja

Notícias da Diocese

A Ordem é uma das ações da Igreja que atua de forma missionária e contemplativa, tornando-se um símbolo de entrega, devoção e amor ao Pai celestial.

Há cinco anos, a Diocese de Marília tem como um de seus pilares na linha de atuação pastoral e de oração o trabalho da Ordem das Virgens.

De origem no Evangelho, mas sem a menção de um fundador específico, a Ordem é o retorno de uma antiga prática cristã que entrou em vigor na Igreja Católica por decreto do Concílio Vaticano II (1962-1965). A Ordem das Virgens é constituída por mulheres leigas consagradas que estão à serviço da Igreja na Diocese na qual estão vinculadas.

Conforme é relatado por Lucilene Livino de Melo, leiga consagrada coordenadora da Ordem na Diocese de Marília, a comunidade tem como função dar testemunho na profissão e na família, proporcionar um testemunho de amor, de entrega, de oração, de obediência que atua nas “paróquias, na catequese, na liturgia” e, como enfatizado por ela, “também podemos ser convidadas a ajudar nas regiões da Diocese, como eu tenho feito”.

O método de ingressão na Ordem tem como requisitos o decreto de Santa Sé que pede: “a candidata nunca tenha contraído núpcias, nem tenha vivido pública ou manifestamente em estado contrário à castidade. Dê garantia de perseverança na vida consagrada ao serviço da Igreja e do próximo. Seja admitida a consagração pelo Bispo”.

Materia ordem das virgens

Atualmente, na Diocese de Marília, a Ordem possui três consagradas, que auxiliam nas realizações em torno das três regiões pastorais. Anteriormente à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), a comunidade estava em processo de admissão de novos membros, mas em prol da saúde, a acolhida foi adiada. Em entrevista, a coordenadora realça que “ser uma leiga consagrada é a maior realização da minha vida. É uma resposta de amor que eu busquei e encontrei na Ordem. Ser uma leiga consagrada implica e muito em responsabilidade; ser uma esposa fiel, dedicada, amorosa, doce para com seu amado esposo e para a igreja ser responsável e comprometida com os diversos trabalhos lhe confiado. E viver em plenitude com Deus a todo momento é descobrir que conforme vamos caminhando, vão surgindo muitas pedras, muitos espinhos, muitas cruzes, mas pra mim, com Deus, rolar em espinhos é o mesmo que rolar em rosas”.

EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL CHRISTUS VIVIT
clique para baixar
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade”
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade” é lançada pelo papa
Área de arquivos
Materiais disponibilizados pela Diocese e pelas pastorais

capa268