06
Qui, Mai

Igreja celebra a conversão do Apóstolo Paulo, padroeiro da capital paulista e dos carteiros

Brasil e o mundo

Conhecido por ser o principal propagador do Evangelho de Jesus Cristo, a reportagem da Diocese de Marília conta a história e os reflexos de seus feitos na sociedade até os dias atuais.

O dia litúrgico da conversão de São Paulo Apóstolo, 25 de janeiro, tem em seu conjunto também as comemorações do aniversário da capital metropolitana do Estado de São Paulo, que leva o nome do padroeiro, e também o dia dos carteiros.

 

HISTÓRIA

Sao Paulo 01

 

São Paulo Apóstolo, conhecido por ser o principal propagador do Evangelho de Cristo, antes de se converter ao cristianismo, chamava-se Saulo e perseguia os discípulos de Jesus em Jerusalém, até o momento em que teve a visão de uma Luz incandescente e foi questionado sobre as perseguições, em sequência, perdeu a visão e passou três dias entregues a orações. Assim, o Apóstolo inicia sua jornada de proliferação do Evangelho de Cristo.

 

ANTIGA E NOVO PADROEIRO DA CAPITAL

Sao Paulo 05

Apesar da capital metropolitana ser batizada com seu nome, até o ano de 2008 a padroeira de São Paulo era Sant’ Ana, isso ocorreu por conta de que era habitual dos colonos portugueses nomear a Santa como padroeira de suas cidades, e o fato da capital ter sido batizada como São Paulo se dá por conta de que a cidade foi fundada no dia 25 de janeiro, data em que Paulo foi convertido ao cristianismo. Deste modo, ao completar 2000 anos desse dia Litúrgico, o Papa Bento XVI, a pedido do Arcebispo de São Paulo, o Cardeal Dom Ordilo Scherer, nomeou o principal propagador do Evangelho de Cristo como padroeiro da capital paulista.

 

UM SANTO MENSAGEIRO

Sao Paulo 03

A data também vem ao encontro com o dia do carteiro. A reportagem do departamento de comunicação entrevistou o senhor Denilson Antonio Pereira Rodrigues, carteiro e membro da comunidade paroquial de Santa Rita de Cássia, em Marília. “Minha trajetória nos Correios começou em 1992, sempre desempenhando minhas atividades com compromisso, seriedade e muito amor. Durante minhas percorridas diárias pude vivenciar situações, sejam elas relativas às minhas atividades principais ou até mesmo situações que envolvam as vidas dos clientes. Temos como padroeiros São Gabriel, que foi o mensageiro de Cristo, e São Paulo, admirado pelo escrito de suas cartas para as comunidades por ele criadas e confiadas por Deus. Por isso, podemos associar a sua missão à atividade do carteiro, que garantiu o intercâmbio entre as civilizações, tornando-as de certa forma mais próximas umas das outras e mais organizadas”.

Sao Paulo 04

“Sou católico desde meu nascimento, fui batizado, crismado e casado. Desempenho com muito amor e carinho a função de ministro extraordinário da Sagrada Comunhão. Esse serviço da Igreja, podemos dizer que se assemelha ao trabalho de um carteiro. Se por um lado o carteiro é um mensageiro de sonhos e desejos, por outro, nós ministros somos mensageiros que levam a maior das esperanças aos doentinhos, ´Jesus Cristo Eucarístico´. Esperança essa que é alimento, sustento e remédio para nossas vidas e que sempre nos garante vitórias”, concluiu o carteiro que, em sua Paróquia, participa ativamente.

EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL CHRISTUS VIVIT
clique para baixar
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade”
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade” é lançada pelo papa
Área de arquivos
Materiais disponibilizados pela Diocese e pelas pastorais

capa267