06
Qui, Mai

Organização Pastoral da CNBB

Padres e seminaristas

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), criada em 14 de outubro de 1952, constitui o órgão máximo da coordenação pastoral do país. Anualmente os bispos se reúnem em assembleia, além de manter um Conselho Permanente que encaminha os trabalhos da Conferência.

Constituem os principais órgãos da CNBB a Assembleia Geral (convidam-se todos os membros) e o Conselho Permanente. Compõem o Conselho Permanente: Presidência, presidentes das Comissões Episcopais Pastorais e representantes dosRegionais.

Constitui a presidência: presidente, vice-presidente e secretário geral. O atual presidente da entidade é o Cardeal Raymundo Damasceno de Assis (Arcebispo de Aparecida – SP), o vice-presidente é Dom José Belisário da Silva (Arcebispo de São Luís - MA) e Dom Frei Leonardo Ulrich Steiner (Bispo Auxiliar de Brasília – DF), o secretário geral.

A CNBB divide-se em 17 Regionais (Conselhos Episcopais Regionais), assim compreendidos: Norte 1 (norte do Amazonas e Roraima), Norte 2 (Amapá e Pará), Nordeste 1 (Ceará), Nordeste 2 (Alagoas, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte), Nordeste 3 (Bahia e Sergipe), Nordeste 4 (Piauí), Nordeste 5 (Maranhão), Leste 1 (Rio de Janeiro), Leste 2 (Espírito Santo e Minas Gerais), Sul 1 (São Paulo), Sul 2 (Paraná), Sul 3 (Rio Grande do Sul), Sul 4 (Santa Catarina), Centro-Oeste (Distrito Federal, Goiás e Tocantins), Oeste 1 (Mato Grosso do Sul) e Oeste 2 (Mato Grosso). Cada Regional conta com um presidente. O Regional Sul 1 (SP) tem como presidente o Cardeal Odilo Pedro Scherer.

Divide-se a Pastoral em doze Comissões Episcopais Pastorais: Ministérios Ordenados e Vida Consagrada; Laicato; Ação Missionária e Cooperação Intereclesial; Animação Bíblico- Catequética; Doutrina da Fé; Liturgia; Ecumenismo e Diálogo Inter-Religioso; Serviço da Caridade, Justiça e Paz; Educação, Cultura, Ensino Religioso e Universidades; Vida e Família; Comunicação Social ; Juventude. Acrescentam-se a estas outras comissões, como a Comissão para a Amazônia.

A CNBB conta ainda com outros conselhos e organismos, vinculados ou em diálogo com ela. Entre os diversos organismos vinculados à CNBB, encontram-se o CERIS (Centro de Estatística Religiosa e Investigações Sociais), a Cáritas Brasileira, o INP (Instituto Nacional de Pastoral), o MEB (Movimento de Educação de Base) e o CNP (Conselho Nacional dos Presbíteros). Em diálogo com a CNBB, situam-se organismos como CNLB (Conselho Nacional do Laicato do Brasil) e CRB (Conferência dos Religiosos do Brasil). Algumas pastorais, organizadas em âmbito nacional, contam com a responsabilidade direta de alguns bispos.

Em relação aos textos produzidos pela CNBB, constam: Estudos, Documentos, diversos subsídios, Boletim de Notícias, Comunicado Mensal, além da Análise de Conjuntura (não considerada documento oficial). A Conferência mantém ainda um site na Internet (http://www.cnbb.org.br/site/) com artigos, notícias e outras informações.

EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL CHRISTUS VIVIT
clique para baixar
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade”
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade” é lançada pelo papa
Área de arquivos
Materiais disponibilizados pela Diocese e pelas pastorais

capa267