30
Seg, Nov

Santa Casa de Adamantina inaugura ala especializada no combate à Covid-19

Região II

“O nosso desafio hoje é devolver a medicina e a todo tipo de atendimento hospitalar o sentido do sagrado, é Deus que sofre, é Deus que pede ajuda na pessoa do enfermo e quando entendemos isso a assistência ganha novo sentido”, ressaltou o religioso responsável pela unidade de saúde

O Hospital Santa Casa de Adamantina inaugurou leitos especializados no tratamento de pacientes infectados pelo novo Coronavírus (Covid-19) no último dia 22 de maio.

A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) conta com cinco novos leitos, antes disso, os pacientes sintomáticos eram transferidos para os hospitais de Osvaldo Cruz, Tupã e Marília.

A inauguração traz um diferencial para a cidade, uma vez que ao contrário dos municípios da região, que elaboraram estruturas provisórias para o tratamento da Covid-19, os novos leitos são permanentes, sendo direcionado para o atendimento geral com o fim da pandemia.

O passo seguinte após a inauguração é credenciar as novas unidades junto ao SUS (Sistema Único de Saúde) para que arque com os custos dos novos leitos.

A nova ala da Santa Casa conta com 25 novos colaboradores, entre enfermeiros, técnicos de enfermagem e fisioterapeutas.

Desde 8 de janeiro de 2018, a entidade filantrópica cristã, Associação e Fraternidade São Francisco de Assis na Providência de Deus, abraçou a gestão do Hospital Santa Casa de Misericórdia de Adamantina como apoiadora. No início da parceria, a estrutura de saúde passava por inúmeros problemas financeiros, chegando quase fechar as portas no início desse mesmo o ano.

A equipe do Departamento de Comunicação da Diocese de Marília, entrevistou o administrador do Hospital Santa Casa de Adamantina, Frei Mateus Alves, que contou como foi todo o processo de reestruturação do hospital. “Nosso primeiro trabalho foi equalizar receita e despesa uma vez que as contas no final do mês não fechavam. Foi feito todo um estudo à custa de muito trabalho, renegociado alguns pagamentos, benefícios que estavam atrasados. Fazendo uma leitura da história da instituição entendemos que ela volta às suas origens, pois no passado, aliás no início de tudo, ela era gerenciada pelas irmãs apóstolas do Sagrado Coração de Jesus e o nosso desafio hoje é devolver a medicina e a todo tipo de atendimento hospitalar o sentido do sagrado, é Deus que sofre, é Deus que pede ajuda na pessoa do enfermo e quando entendemos isso a assistência ganha novo sentido”.

No momento em que foi perguntado como está sendo toda a preparação do Hospital em meio a pandemia o Frei respondeu que ”antes de falar em Covid-19 é preciso dizer que enquanto muitos hospitais fecham as portas e encerram serviços, nós estamos indo contra a corrente e ampliamos, potencializamos os existentes sendo com aquisição de equipamentos, ampliação do quadro de funcionários, investimento em humanização e capacitação do quadro já existente. Quanto ao combate ao novo Coronavírus, a Santa Casa passou a contar com 17 leitos de tratamento clínico adulto, 04 de tratamento infantil e, recentemente, criamos 05 leitos de internação na unidade de terapia intensiva especificamente para infectados por Covid-19”.

EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL CHRISTUS VIVIT
clique para baixar
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade”
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade” é lançada pelo papa
Área de arquivos
Materiais disponibilizados pela Diocese e pelas pastorais

capa264