26
Ter, Jan

Foi realizada na sexta-feira, 24/01, a cerimônia presidida pelo bispo da Diocese de Marília, Dom Luiz Antônio Cipolini e concelebrada pelo Padre Maurício Pereira Sevilha, em sua posse como pároco do Santuário Sagrado Coração de Jesus de Vera Cruz.

Ao início da Santa Missa, foi proferida a provisão canônica, documento elaborado em nome de Dom Luiz Antônio Cipolini, dando posse ao novo Pároco de Vera Cruz. Após essa leitura, Padre Maurício Sevilha fez a profissão de fé e o juramento de fidelidade à Igreja, assinando, em seguida, o documento, devolvido à Cúria Diocesana.

Logo após, o sacerdote recebeu de Dom Luiz a estola, a casula e o livro dos evangelhos e foi declarado empossado. “Declaro empossado o padre Maurício Pereira Sevilha, na função de pároco do Santuário Sagrado Coração de Jesus de Vera Cruz.

Em sua homilia, o Bispo expôs aos fiéis a missão do pároco. Após a homilia, Padre Maurício Sevilha renovou as promessas sacerdotais e recebeu de Dom Luiz Antônio alguns instrumentos (chave da Igreja, chave do sacrário, a pia Batismal e a estola roxa) para bem desempenhar as funções de Pároco. “Recebe as chaves da igreja e cuida da porção do povo de Deus que a ti é confiado. Desempenha com verdadeira caridade e contínua alegria a missão de Pároco, procurando em tudo agradar a Cristo, o Bom Pastor, do qual foste constituído ministro”, disse Dom Luiz. “Lembra-te que a Eucaristia é ponto mais elevado e a fonte de todo culto e da vida cristã, em que se realiza a unidade do povo de Deus e se completa a construção do Corpo de Cristo. Por isso, zela com todo o cuidado para que a Eucaristia seja o centro de toda ação pastoral e de toda a vida da Paróquia”. E seguiu: “Recebe os instrumentos para o Batismo dos novos filhos de Deus. Cuida para que a vida divina recebida neste sacramento cresça e se desenvolva sempre mais no coração dos fiéis”. E finalizou: “Padre Maurício Sevilha, sê zeloso nesse ministério e distribui aos pecadores as riquezas da misericórdia infinita do Senhor”.

Após as preces, na apresentação das oferendas, foi levada ao altar a mística da comunidade paroquial, momento em que cada pastoral, movimento e equipe da paróquia foi representada por um membro, que ofertou um símbolo do labor e da oração. Nos ritos finais, Padre Maurício Sevilha e Dom Luiz Antônio Cipolini assinaram a Ata de Posse que foi proferida a toda comunidade. Na sequência, um vídeo trouxe a mensagem de boas vindas de cada uma das pastorais.

Na sequência, Dom Luiz convidou o novo pároco a fazer uma alocução à comunidade. O sacerdote demonstrou muita alegria por seu ministério sacerdotal em Vera Cruz. Após o encerramento da celebração, o novo Pároco e Dom Luiz receberam os cumprimentos e o carinho da comunidade presente.

 

Pe Mauricio posse2

No último final de semana, entre os dias 24 e 26 de janeiro, ocorreu em Garça o 11º Encontro Geração Jovem (EGJ), da Paróquia São Pedro Apóstolo. Trata-se de um retiro realizado com os jovens em que as músicas, oração e pregações os ajudam a abraçar a dimensão kerigmática.

A 11ª edição EGJ teve como tema “Jesus vive e Ele é o amor” e 58 jovens participaram da experiência que envolveu 110 agentes de pastoral na equipe de trabalho durante os três dias com muita alegria e amor ao próximo.

A grande expectativa depois desse encontro é que a juventude persevere nas missas, nos movimentos paroquiais, como o Grupo de Jovens (GRC), entre outros, e com a força do Espírito Santo realize o pedido do pároco, Padre Anderson Messina Perini, “que todos os fiéis da nossa comunidade paroquial, inclusive os jovens, possam ajudar a promover as Santas Missões Populares em Garça”.

MOTIVAÇÃO

O EGJ surgiu em setembro de 2012 com apenas vinte pessoas, o encontro foi inspirado na motivação do Treinamento de Liderança Cristã (TLC) da cidade de São Paulo. Logo após, em janeiro de 2013, foi realizado o primeiro EGJ com 70 jovens.

O objetivo é propiciar à juventude um encontro pessoal com Jesus, valorizar a família a fim de que os jovens tenham a consciência dos valores para se tornarem pessoas vitoriosas.

PARA OS ADULTOS

Com a grande procura por esse retiro, foi criado também o Encontro Geração de Adoradores (EGA) em que adultos podem realizar o encontro todo direcionado para eles.

Ambos são realizados de uma sexta à noite até o domingo no período da tarde; as divulgações dos encontros são feitas por meio das redes sociais da Paróquia e dos movimentos da Igreja.

Na noite do último sábado, 25 de janeiro, foi apresentado como novo Administrador Paroquial da Paróquia São João Batista, em Marília, o Padre Thiago Carlos dos Santos. 

A missa solene foi presidida pelo bispo diocesano de Marília, Dom Luiz Antonio Cipolini, que deu posse ao novo padre, e concelebrada pelos padres Carlos Roberto dos Santos, da Paróquia São Pedro Apóstolo, de Tupã, e Vigário Episcopal da Região Pastoral II, e Willians Roque de Brito, da Paróquia Santa Antonieta, de Marília. 

A Igreja Matriz reuniu grande número de fiéis da comunidade além de participantes das pastorais e movimentos, parentes e amigos do Padre Thiago, e membros das paróquias Senhor Bom Jesus, de Arco-Íris; Santa Antonieta e Santo Antônio, de Marília. 

Em sua homilia, Dom Luiz falou sobre o significado de paróquia. No século XVI, com o Concílio de Trento, os bispos foram instruídos a definirem claramente as paróquias e os sacerdotes que exerceriam nelas o seu ministério. Começaram então a ser estabelecidos os limites territoriais específicos de cada paróquia, com base na quantidade de almas presentes em cada região. O padre ficaria encarregado do cuidado espiritual e sacramental de todas as almas que vivessem dentro daquele território. Se houvesse necessidade, ele contaria com a assistência de mais sacerdotes sob a sua liderança. 

O atual Código de Direito Canônico especifica que uma paróquia é “uma comunidade de fiéis cristãos constituída de forma estável” e estabelecida por um bispo. Como regra geral, a paróquia é territorial, ou seja, inclui todos os fiéis cristãos de um determinado território; no entanto, o direito canônico também prevê grupos de cristãos não vinculados por fronteiras territoriais. 

Um paroquiano é um “peregrino” que viaja rumo à pátria celestial, e que, acolhido numa paróquia, ou seja, numa “morada próxima”, vai compartilhando essa viagem com seus irmãos e vizinhos! 

Dando continuidade, Dom Luiz falou a respeito do significado da expressão “Pescadores de Homens”. Ressaltou tratar-se de uma declaração metafórica cujo significado indica aqueles que se ocupam em ganhar almas para o reino de Deus. Essa expressão foi aplicada por Jesus na ocasião da convocação de alguns de seus discípulos. Ele disse: “Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens” (Mt 4,19; Mc 1,17). 

A dizer “eu vos farei pescadores de homens” Jesus estava prometendo treinar aqueles homens para uma tarefa tão honrada que é somente pela graça de Deus que um homem pode tomar parte dela. Ao invés de pescarem peixes, aqueles discípulos pescariam homens para o reino de Deus. O texto bíblico diz que imediatamente após o chamado de Jesus eles deixaram suas redes e animadamente o seguiram. 

Assim, Dom Luiz, em sua homilia, falou da importância da paróquia e do ministério do padre que, dentre outras funções, também deve ser um pescador de homens atendendo ao que foi pedido pelo próprio Cristo. 

Após a comunhão, representantes de todas as pastorais e movimentos homenagearam padre Thiago entregando-lhe uma rosa e desejando-lhe boas-vindas. As rosas foram colocadas aos pés de Nossa Senhora e juntos rezaram uma Ave Maria e se consagraram a ela. 

Deste modo, a família São João Batista acolheu seu novo pastor, Pe. Thiago, na esperança de que, a exemplo de Jesus Cristo, seja “todo de Deus e todo dos irmãos” e rogando a Virgem Santíssima, que interceda por seu ministério, pois ela é a Mãe dos Sacerdotes. Assim como ela acompanhou o seu Filho, Sumo e Eterno Sacerdote, o acompanhe em todos os momentos de sua vida. 

Ao término da solenidade, houve uma confraternização que contou com a participação de todos e com a presença dos padres Marcos Roberto Cesário da Silva, Coordenador Diocesano de Pastoral, e Tiago Barbosa, da Paróquia Santa Rita de Cássia, que foi abraçar e desejar boas-vindas ao novo padre da paróquia São João Batista. 

Posse Pe Thiaguinho03

Posse Pe Thiaguinho04

Posse Pe Thiaguinho02

 

Texto: Pascom Paróquia São João Batista 

Fotos: Vítor Hugo Silv

A Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe celebrará nos dias 06, 07 e 08 de Dezembro, a Sensacional Quermesse para comemorar os 30 anos de Paróquia. A festa contará com comidas típicas, brincadeiras e muita diversão.

Na programação litúrgica, teremos o Tríduo nos dias 09, com o Terços com as Famílias às 20 horas, dia 10, a missa às 20 horas presidida pelo Pe. Luiz Eduardo Cardoso de Sá, e no dia 11, também às 20 horas, a missa será presidida pelo Bispo Diocesano Dom Luiz Antônio Cipolini.

No dia solene a Nossa Senhora de Guadalupe, a programação inicia-se às 6 horas com a missa celebrada pelo Pe. João Carlos Batista, às 15 horas, teremos o Terço Mariano realizado pelos Setores de nossa comunidade e às 19h30 haverá a procissão com a imagem, saindo da Praça Costa e Silva e a missa solene às 20 horas presidida pelo Pe. Maurício Sevilha.

 

postar

Nos dias 26 e 27 de outubro, a Paróquia Nossa Senhora de Fátima na cidade de Marília/SP, que está sob os cuidados da Evangelização dos Frades da Custódia Franciscana do Sagrado Coração, promoveu um final de semana de atividades voltada a conscientização ecológica para toda comunidade paroquial.

A Capela São Joaquim e Sant’ Ana, padroeiros de uma das comunidades da Paróquia Santa Rita de Cássia, foi celebrada em com tríduo e solene celebração presidida pelo bispo diocesano Dom Luiz Antonio Cipolini. A programação teve início no dia 23 de julho, com o tríduo, celebrado pelos ex-párocos que acompanharam o desenvolvimento e criação da comunidade, desde a sua criação, há 14 anos.

EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL CHRISTUS VIVIT
clique para baixar
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade”
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade” é lançada pelo papa
Área de arquivos
Materiais disponibilizados pela Diocese e pelas pastorais

capa265