23
Sab, Out

Marília celebra Corpus Christi com missas, carreatas e gestos de solidariedade

Região I

A data litúrgica teve, no município, um cronograma de ritos religiosos que contemplaram também ações sociais direcionadas ao Asilo São Vicente de Paulo e aos profissionais da área da saúde. “Jesus nos pede para entrar na cidade, entrar nas famílias, através da criatividade, e descobrir quais sãos os muros que nos separam”, ressaltou o Dom Luiz Antonio Cipolini

Na última quinta-feira, dia 3 de junho, os católicos da cidade de Marília celebraram a Solenidade de Corpus Christi de um modo diferente, devido à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). As festividades deste dia litúrgico tiveram que ser reinventada, não mais com os tradicionais tapetes e milhares de fiéis reunidos pelas ruas, mas com o mesmo vigor e respeitando em tudo as regras de saúde.

Logo no período da manhã, os fiéis participaram de missas nas 19 paróquias do município, seguidas de carreatas com o Santíssimo Sacramento, que passaram em hospitais e unidades de saúde referências no enfrentamento da Covid. Divididas entre si, as comunidades arrecadaram alimentos, roupas, fraldas geriátricas, entre outros itens, que serão destinados para o Asilo São Vicente de Paulo que, há décadas, cuida de idosos marilienses.

No período da tarde, às 16h, também foi celebrada a Santa Missa na Catedral Basílica de São Bento Abade que reuniu o clero de Marília, além da presença de religiosos, seminaristas e quatro representantes das paróquias. A cerimônia foi presidida pelo bispo diocesano, Dom Luiz Antonio Cipolini, e também contou com Dom Osvaldo Giuntini, bispo emérito.

Em prol da saúde dos fiéis, o rito litúrgico, com a participação de poucos fiéis, foi transmitido pelo Facebook e canal do Youtube da Diocese.

Corpus Chisti01

Corpus Chisti02

Corpus Chisti04

Corpus Chisti05

Corpus Chisti07

Corpus Chisti08

Corpus Chisti09

Corpus Chisti10

Em sua homilia, o bispo diocesano destacou a importância das pessoas se mantenham unidas “neste tempo de medo e perda, onde nós ficamos tão tristes, Jesus nos pede para entrarmos na cidade. E o significado disso é sair de nós mesmos. É claro que nós devemos manter o distanciamento físico, isso é importante, mas não o distanciamento social, pois nós não podemos viver longe um dos outros, e isso pode nos levar à depressão, devido à solidão profunda”, destacou ao ressaltar que os católicos devem em tudo seguir as medidas sanitárias exigidas pelas autoridades, mas precisam também se preocupar com os demais, principalmente com os menos favorecidos.

“É, por isso”, completou Dom Luiz, “que no texto evangélico Jesus nos pede para entrar na cidade, entrar nas famílias, através da criatividade, e descobrir quais sãos os muros que nos separam. Por isso, em Cristo somos um”, disse enfatizando o tema da celebração de Corpus Christi 2021 em Marília.

No final o culto litúrgico, teve início a carreata com o Santíssimo Sacramento pelas ruas do centro da cidade, passando por dois hospitais e um pronto atendimento de saúde que, pela manhã, não foram contemplados nos cortejos paroquiais, com a benção nas escadarias do Santuário Nossa Senhora da Glória.

GRATIDÃO

Com a consciência católica de que em Cristo todos são um, as 19 paróquias de Marília se uniram para uma ação solidária de agradecimento aos profissionais da saúde que, desde março de 2020, trabalham incansavelmente no enfrentamento da pandemia.

Lanches, acompanhados de mensagens de agradecimentos escritas a próprio punho pelos jovens católicos, foram entregues aos 1200 colaboradores que, naquela noite, trabalharam nos hospitais, centros de referências, pronto atendimentos e serviços de atendimentos móveis de saúde.

Corpus Chisti11

Corpus Chisti12

A reportagem da Diocese de Marília conversou com a enfermeira Vanessa Aziani, do Hospital Materno Infantil (HCFAMEMA), que atua na área há duas décadas. A colaboradora disse que quando a gerente falou que a Igreja Católica faria uma doação aos profissionais seu “coração se encheu de alegria, porque as pessoas só veem o lado ruim da área da saúde, muitas vezes os nossos erros, muitas vezes o que nós não conseguimos oferecer devido a situação de que o Brasil e o mundo está vivendo. Sendo assim, uma ação como esta acalenta o nosso coração, ver tantas pessoas se doando e vindo até aqui, é um sentimento muito bom”.

Corpus Chisti13

 

Fotos: Sandra Braz I Diocese de Marília

EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL CHRISTUS VIVIT
clique para baixar
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade”
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade” é lançada pelo papa
Área de arquivos
Materiais disponibilizados pela Diocese e pelas pastorais

capa268