19
Qua, Fev

Com grande participação de fiéis, Padre Thiago é apresentado na Paróquia São João Batista

Região I

Na noite do último sábado, 25 de janeiro, foi apresentado como novo Administrador Paroquial da Paróquia São João Batista, em Marília, o Padre Thiago Carlos dos Santos. 

A missa solene foi presidida pelo bispo diocesano de Marília, Dom Luiz Antonio Cipolini, que deu posse ao novo padre, e concelebrada pelos padres Carlos Roberto dos Santos, da Paróquia São Pedro Apóstolo, de Tupã, e Vigário Episcopal da Região Pastoral II, e Willians Roque de Brito, da Paróquia Santa Antonieta, de Marília. 

A Igreja Matriz reuniu grande número de fiéis da comunidade além de participantes das pastorais e movimentos, parentes e amigos do Padre Thiago, e membros das paróquias Senhor Bom Jesus, de Arco-Íris; Santa Antonieta e Santo Antônio, de Marília. 

Em sua homilia, Dom Luiz falou sobre o significado de paróquia. No século XVI, com o Concílio de Trento, os bispos foram instruídos a definirem claramente as paróquias e os sacerdotes que exerceriam nelas o seu ministério. Começaram então a ser estabelecidos os limites territoriais específicos de cada paróquia, com base na quantidade de almas presentes em cada região. O padre ficaria encarregado do cuidado espiritual e sacramental de todas as almas que vivessem dentro daquele território. Se houvesse necessidade, ele contaria com a assistência de mais sacerdotes sob a sua liderança. 

O atual Código de Direito Canônico especifica que uma paróquia é “uma comunidade de fiéis cristãos constituída de forma estável” e estabelecida por um bispo. Como regra geral, a paróquia é territorial, ou seja, inclui todos os fiéis cristãos de um determinado território; no entanto, o direito canônico também prevê grupos de cristãos não vinculados por fronteiras territoriais. 

Um paroquiano é um “peregrino” que viaja rumo à pátria celestial, e que, acolhido numa paróquia, ou seja, numa “morada próxima”, vai compartilhando essa viagem com seus irmãos e vizinhos! 

Dando continuidade, Dom Luiz falou a respeito do significado da expressão “Pescadores de Homens”. Ressaltou tratar-se de uma declaração metafórica cujo significado indica aqueles que se ocupam em ganhar almas para o reino de Deus. Essa expressão foi aplicada por Jesus na ocasião da convocação de alguns de seus discípulos. Ele disse: “Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens” (Mt 4,19; Mc 1,17). 

A dizer “eu vos farei pescadores de homens” Jesus estava prometendo treinar aqueles homens para uma tarefa tão honrada que é somente pela graça de Deus que um homem pode tomar parte dela. Ao invés de pescarem peixes, aqueles discípulos pescariam homens para o reino de Deus. O texto bíblico diz que imediatamente após o chamado de Jesus eles deixaram suas redes e animadamente o seguiram. 

Assim, Dom Luiz, em sua homilia, falou da importância da paróquia e do ministério do padre que, dentre outras funções, também deve ser um pescador de homens atendendo ao que foi pedido pelo próprio Cristo. 

Após a comunhão, representantes de todas as pastorais e movimentos homenagearam padre Thiago entregando-lhe uma rosa e desejando-lhe boas-vindas. As rosas foram colocadas aos pés de Nossa Senhora e juntos rezaram uma Ave Maria e se consagraram a ela. 

Deste modo, a família São João Batista acolheu seu novo pastor, Pe. Thiago, na esperança de que, a exemplo de Jesus Cristo, seja “todo de Deus e todo dos irmãos” e rogando a Virgem Santíssima, que interceda por seu ministério, pois ela é a Mãe dos Sacerdotes. Assim como ela acompanhou o seu Filho, Sumo e Eterno Sacerdote, o acompanhe em todos os momentos de sua vida. 

Ao término da solenidade, houve uma confraternização que contou com a participação de todos e com a presença dos padres Marcos Roberto Cesário da Silva, Coordenador Diocesano de Pastoral, e Tiago Barbosa, da Paróquia Santa Rita de Cássia, que foi abraçar e desejar boas-vindas ao novo padre da paróquia São João Batista. 

Posse Pe Thiaguinho03

Posse Pe Thiaguinho04

Posse Pe Thiaguinho02

 

Texto: Pascom Paróquia São João Batista 

Fotos: Vítor Hugo Silv