27
Qui, Jun

Pastoral Carcerária da Sub-Região reflete sobre os desafios enfrentados

Carcerária

carc-sub1No dia 17 de março aconteceu, em Araçatuba, a reunião da Sub-Região de Botucatu da Pastoral Carcerária. É a primeira das 2 reuniões que acontecem no ano; uma em cada semestre.

A reunião aconteceu das 8h às 14h e contou com a presença do coordenador da Pastoral Carcerária da Sub-Região, Pe. Valdir Silvestre, de Araçatuba, e mais 14 pessoas das dioceses de Marília, Araçatuba, Lins, Bauru e Assis. Nossa Diocese de Marília esteve representada por três pessoas

Após a oração inicial e apresentação dos presentes, levantou-se a discussão da realidade de penitenciárias e atendimento da pastoral na Sub-Região.

A realidade é alarmante. O Estado de São Paulo conta atualmente com cerca de 160 unidades prisionais, sendo que 60 estão em nossa Sub-Região, ou seja, mais de um terço. Lamentavelmente, muitas unidades prisionais ainda não contam com a visita de agentes da pastoral carcerária. Um desafio constante. Sugeriu-se de agendar uma reunião com os bispos da Sub-Região pedindo uma atenção especial e socorro ao trabalho da pastoral carcerária, considerando os números atuais inflacionados de penitenciárias em nossa região.

Outro dado preocupante: a Diocese de Marília conta com cerca de 17.000 detentos, o que representa ser uma das dioceses com maior população carcerária do Brasil  e do mundo. 

Um dos desafios da pastoral carcerária, além da constante superlotação nos cárceres, é a questão da saúde. A atual falta de atendimento médico nas unidades tem gerado problemas diversos: mais doentes nos cárceres, insegurança para os funcionários do sistema, congestionamento no sistema médico dos municípios que acolhem os detentos em suas unidades de saúde gerando insegurança e revolta na população das cidades que recebem os detentos. Esse tema será o principal da Assembleia Estadual da Pastoral Carcerária a ser realizado em abril na cidade de Itapetininga.

O CONSEG(Conselho de Segurança Municipal) de Tupi Paulista, em parceria com a pastoral carcerária e batalhão da policia militar, enviará uma moção requerendo ao Estado o atendimento preventivo dos médicos nas unidades prisionais masculina e feminina locais. Essa moção será enviada como modelo para os CONSEGs da região.

A reunião foi muito proveitosa como partilha, discussão de temas atuais e renovação das forças dos agentes da pastoral carcerária para a missão que lhes foi confiada.

Pe. Valdo Bartolomeu de Santana
Coordenador Diocesano da Pastoral Carcerária

EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL CHRISTUS VIVIT
clique para baixar
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade”
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade” é lançada pelo papa
Área de arquivos
Materiais disponibilizados pela Diocese e pelas pastorais

edicao250