28
Sab, Mar

Diocese de Marília participa do Mutirão nacional de comunicação

Pastoral da Comunicação

Teve início, na noite de ontem em Vitória, o 9º Mutirão de Comunicação (Muticom) da CNBB. Sob o tema ‘Ética nas comunicações’, marilienses se unem a centenas de comunicadores de todo o país para refletir, nos próximos dias, a comunicação no cenário eclesial.

Teve início, na noite de ontem em Vitória, o 9º Mutirão de Comunicação (Muticom) da CNBB. Sob o tema ‘Ética nas comunicações’, marilienses se unem a centenas de comunicadores de todo o país para refletir, nos próximos dias, a comunicação no cenário eclesial.

Na noite de ontem, dia 15, teve início, em Vitória, o 9º Mutirão de Comunicação (Muticom) com o tema ‘Ética nas comunicações’. A Diocese de Marília participa do encontro representada pelo assessor diocesano da Pastoral da Comunicação (Pascom), padre Danilo Nobre dos Santos, pelo coordenador da pastoral na diocese, Fabiano Roberto Alvares e pelo seminarista Tiago Barbosa.

O evento é uma iniciativa da Comissão de Comunicação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e da Arquidiocese de Vitória para que os comunicadores de todo o país, em clima de solidariedade e confraternização, possam trocar conhecimentos e experiências no âmbito comunicacional.

O início do mutirão nacional na capital capixaba contou com a presença de bispos, padres, jornalistas, assessores e agentes de pastoral dos quatro cantos do Brasil. “O Muticom é uma oportunidade para anunciarmos, com entusiasmo, Jesus Cristo. Meditar a ética é uma maneira de colaborarmos para um Brasil melhor”, disse o arcebispo de Vitória, dom Luiz Mancilha Vilela, na cerimônia de abertura.

Os comunicadores ainda tiveram a oportunidade de acompanhar a palestra de abertura ministrada pelo padre salesiano Gildásio Mendes. Doutor em comunicação pela Wayne State University, em Michigan, o sacerdote enfatizou a importância de refletir a ética nas comunicações, sendo, segundo ele, um tema difícil, desafiador e necessário, pois “não dá para se comunicar sem não falar de ética”.

Para Mendes, a pessoa humana é o sujeito ético de todo processo comunicacional, justamente pelo fato do homem assumir a comunicação para si como um valor, por isso, a crise ética vivida está nas relações do cotidiano e não nos meios tecnológicos como muitos encaram; a tecnologia apenas “ reflete o problema social”.

A partir desta realidade de conectividade, surge, para os comunicadores, o desafio de apresentar Deus na rede digital numa dimensão pessoal, que caminha e faz história com o seu povo.

O padre ainda se utilizou da encíclica do Papa Francisco Evangelii Gaudium para apresentar sua ideia de que “o tempo é o grande centro da ética das comunicações”. Para tal, o palestrante propõe aos agentes de pastoral uma conversão digital mediante a realidade de conexão, tudo isso, à luz do próprio Cristo, comunicador profundamente encarnado em sua cultura.

Ver album no Flickr

EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL CHRISTUS VIVIT
clique para baixar
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade”
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade” é lançada pelo papa
Área de arquivos
Materiais disponibilizados pela Diocese e pelas pastorais

257 0120 01 1