02
Ter, Mar

Pastoral da Criança da Sub-Região de Botucatu

Pastorais, movimentos e serviços

DSC02922Formação contínua é o tema do Encontro da Pastoral da Criança

Acontece hoje (14) o Encontro da Pastoral da Criança da Sub-Região de Botucatu II. O tema do encontro é a Formação Contínua e reúne os coordenadores diocesanos, multiplicadores e capacitadores da Pastoral da Criança das quatro diocese que compõem a Sub-Região de Botucatu II (Araçatuba, Lins, Marília e Presidente Prudente).

O objetivo do encontro é o de motivar para que a formação dos agentes da Pastoral da Pastoral da Criança busquem se atualizar. "Devemos aprimorar nossos agentes para que possam seguir com o projeto da Pastoral, que é não só sócio-transformador, mas também de levar informação às famílias que não têm acesso ao conhecimento de seus direitos na sociedade", afirmou a Coordenadora da Sub-Região de Botucatu II, Maria Angélica Gabote Silva.

Ainda segundo Maria Angélica, a parceria que a pastoral integra com o Governo do Estado de São Paulo e o Ministério Público muito tem aDSC02894judado no desenvolvimento das atividades realizadas, "Graças a parceria, a pastoral pode desenvolver trabalhos como as hortas caseiras e o projeto de higiene bucal". Ainda segundo a Coordenadora da Sub-Região de Botucatu II, tais projetos levam informações básicas que, muitas vezes, as famílias desconhecem.

O Assessor da Pastoral da Criança da Diocese de Presidente Prudente, Padre Pedro Nilton Guarinão, citou a importância da Pastoral: "A Pastoral da Criança tem como meta o desenvolvimento da cultura de paz que possa transformar a sociedade. Seus trabalhos são nos campos da saúde, educação, nutrição e cidadania". Padre Pedro ainda complementou lembrando a importância do conhecimento das políticas públicas e noções básicas de saúde às famílias: "Quanto mais conhecimento e saber pudermos levar, mais as famílias se tornam sujeito de transformação da realidade delas e de outras famílias".

Também participa do enconto de hoje o Coordenador da Pastoral da Criança do Regional Sul 1, José de Anchieta Ribeiro Santos. Antes de se dirigir ao encontro para contribuir com suas experiências e conhecimentos, José de Anchieta deu uma pequena entrevista à Pascom de Marília. Segundo ele, deve-se salientar sempre o enfoque tomado pela Pastoral. "A Pastoral da Criança deve resgatar a cidadania das famílias pelo esclarecimento, disse José de Anchieta, cerca de 70% do investimento da Pastoral é gasto em informação", completou o Coordenador do Regional Sul 1.

Entenda como trabalha a Pastoral da Criança

"A Pastoral se pauta em um tripé para realizar seus trabalhos: a caridade cristã, a formação contínua e a celebração. No caso de hoje, o encontro é para refletirmos sobre a formação. Como a Sub-Região de Botucatu é muito extensa, ela foi dividida em duas partes. Dessa forma, podemos conhecer melhor a realidade da nossa região (Sub Região de Botucatu II) e realizar nosso trabalho sempre com a espiritualidade da caridade que Cristo nos deixou como exemplo", explicou José de Anchieta.

DSC02899DSC02901DSC02906DSC02908DSC02910DSC02921DSC02913DSC02924DSC02925DSC02926

 

 

EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL CHRISTUS VIVIT
clique para baixar
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade”
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade” é lançada pelo papa
Área de arquivos
Materiais disponibilizados pela Diocese e pelas pastorais

capa265