24
Sex, Mai

Agentes refletem realidade da diocese de Marília a partir do Documento 100 e do Plano de Pastoral

Agentes de Pastoral

O evento ocorreu no CEI (Centro de Educação Integrada) e também teve a participação do bispo diocesano, Dom Luiz Antonio Cipolini, e do coordenador diocesano de pastoral, Pe. Ademilson Luiz Ferreira.

O encontro de agentes deu continuidade à 39ª Assembleia Diocesana, realizada em setembro do ano passado. Na oportunidade, representantes de todas as paróquias da diocese de Marília fizeram o estudo do Documento 100 da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), "Comunidade de comunidades: uma nova paróquia", com a assessoria do Frei Luiz Carlos Susin."Agora, a idéia foi confrontar o Documento 100 com a realidade diocesana e constatar o que temos feito.

Propusemos a reflexão das paróquias, sendo que essa partilha e troca de experiências iluminou o caminho das paróquias que ainda têm dúvidas sobre alguns pontos, tanto com relação ao Documento 100, quanto ao Primeiro Plano Diocesano de Pastoral, que vem sendo proposto", comentou o coordenador diocesano de pastoral. O enfoque do Documento 100 é a renovação paroquial e o Plano de Pastoral vai na mesma linha. "Quando o Plano estava pronto, o Documento ainda não havia sido concluído. Mas as idéias que chegaram até o Documento já existiam no Plano", afirmou o Pe. Ademilson, que participou da elaboração e redação do Primeiro Plano Diocesano de Pastoral.

Dessa maneira, os agentes foram convidados a confrotar a prática pastoral com a realidade proposta pela CNBB, a partir do Documento 100, e também buscar inspirações para o trabalho a partir da experiência de outras paróquias. Após a exposição do Pe. Ademilson, os agentes foram convidados a se reuinirem em grupos, por paróquia, para responderem a quatro questões. Após o almoço, houve o plenário, em que os 12 grupos falaram sobre as dificuldades e as experiências positivas que cada paróquia está realizando.

As perguntas que os grupos responderam foram: "Em nossa diocese, cada sujeito responsável pela conversão pastoral (bispos, presbíteros, diáconos, consagrados, leigos), está cumprindo bem sua função? Destaque experiências positivas e limites"; "Quais são as novas iniciativas que têm surgido em nossas paróquias, a partir do Primeiro Plano Diocesano de Pastoral e das orientações da Igreja no Brasil, principalmente com relação ao Documento 100?"; "O que tem sido bem sucedido no trabalho pastoral das paróquias?"; e "Quais são os maiores obstáculos que enfrentamos e o que ainda não conseguimos fazer?"."No plenário, deu para ter uma ideia do que está sendo realizado na diocese. Posteriormente, será feita uma síntese das respostas das paróquias e ela deverá ser divulgada aos fiéis da diocese", informou o Pe. Ademilson.

Ao final do encontro, o bispo diocesano deu a bênção e pediu que cada agente rezasse para perseverar no intuito de bem evangelizar. "O trabalho é importante, mas sem oração ninguém agrada a Deus", afirmou Dom Luiz Antonio Cipolini.

EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL CHRISTUS VIVIT
clique para baixar
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade”
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade” é lançada pelo papa
Área de arquivos
Materiais disponibilizados pela Diocese e pelas pastorais

capa248