26
Seg, Ago
EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL CHRISTUS VIVIT
clique para baixar
Guia Pastoral Diocesano 2019
Clique aqui para baixar

Diocese de Marília instala a terceira paróquia em Adamantina

Notícias da Diocese

Além da elevação da nova paróquia, a 65ª da Diocese de Marília, padre Paulo Joaquim de Souza foi nomeado pároco

saofrancisco adamantina criacao04

Centenas de fiéis se reuniram, nesta sexta-feira (24), em Adamantina, para participar da Missa Festiva de Instalação Canônica da Paróquia São Francisco de Assis, a 65ª paróquia da Diocese de Marília, que terá à frente o padre Paulo Joaquim de Souza, carinhosamente conhecido pela comunidade como Quinzinho.

saofrancisco adamantina criacao03

A comunidade de São Francisco de Assis será a terceira Paróquia de Adamantina, cidade que possui uma das comunidades mais atuantes religiosamente na Diocese de Marília com aproximadamente 75% da população considerada católica, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

saofrancisco adamantina criacao05

A celebração, presidida pelo Bispo Dom Luiz Antônio Cipolini, foi iniciada com a leitura de breve histórico da caminhada pastoral da comunidade, criada há mais de 30 anos.

saofrancisco adamantina criacao06

Logo após a procissão de entrada e à benção inicial, padre Quinzinho deu boas-vindas e agradeceu ao Bispo Dom Luiz Antônio Cipolini, aos 12 padres de diversas cidades da Diocese, aos religiosos e religiosas da região, aos seus familiares, Secretário Municipal de Educação, Osvaldo José, representante do Poder Executivo local, e aos vereadores Eder Ruete (presidente da Câmara Municipal), Acácio Rocha Peres Guerreiro, Maria de Lourdes Santos Gil, Hélio José dos Santos, Paulo Cesar Cervelheira de Oliveira e João Davolli representaram o Poder Legislativo.

saofrancisco adamantina criacao07

Em seguida, o Padre Rui Rodrigues da Silva, Pároco de Santo Antônio de Pádua de Adamantina, responsável pelo pedido de mais um padre na cidade para preparar a comunidade para a elevação em uma nova Paróquia, leu o Decreto de Instalação e também a provisão de posse, documento que nomeia o padre Paulo Joaquim de Souza como vigário paroquial.

saofrancisco adamantina criacao08

No Evangelho, Dom Luiz Antônio Cipolini saudou os presentes e àqueles que assistiram a celebração pelos meios de comunicação e lembrou que há um ano e três meses esteve em Adamantina para a criação da quase Paróquia e nesta data, dia de Nossa Senhora Auxiliadora, “temos a alegria de elevar esta Paróquia”.

Dom Luiz ressaltou serem muitos os desafios e oportunidades de evangelização da nova comunidade paroquial. “As Paróquias são células vivas da Igreja e lugar privilegiado no qual a maioria dos fiéis tem uma experiência concreta de Jesus Cristo, na comunhão eclesial. As Paróquias são chamadas a ser casa e escolas de comunhão”, destacou.

Referindo-se à dimensão do amor, puro e incondicional, como Ágape, Dom Luiz citou que o próprio Senhor disse “este é o meu mandamento amai-vos uns aos outros, assim como eu vos amei, ninguém tem maior amor que aquele que dá a vida por seus amigos. A amizade torna-se então expressão do Ágape, centro da caridade cristã. Essa amizade se traduz em compaixão pelos que sofrem. Portanto a Paróquia é aquele lugar privilegiado onde vivemos o amor cristão”.

Em outro trecho da ‘conversa familiar’, Dom Luiz destacou a necessidade de expandir o amor, de forma missionária, produzindo relações espontâneas aos demais, atitudes defendidas pelo Papa Francisco e vividas pelo padroeiro da comunidade, São Francisco de Assis. “A proposta de Francisco é evangélica, atual e urgente. Vencer o mal fazendo o bem, onde houver ódio que eu leve o amor, ele ensina a rezar. Percebe a perda de tempo da violência, e que o problema não está nos conflitos, que são inevitáveis, mas na maneira de resolve-los”, enfatiza o Bispo Diocesano, lembrando que estes ensinamentos caminham na contramão das propostas, hoje, cotidianas. “Francisco representa um ideal de felicidade sólido e duradouro”.

Após refazer sua profissão de fé e renovação das promessas sacerdotais, o Padre Quinzinho foi empossado, por Dom Luiz, como pároco e recebeu o documento de nomeação e a Sede Presidencial.

O vereador Acácio Rocha Peres Guerreiro fez a leitura de quatro Moções de Congratulações outorgadas pela Câmara Municipal de Adamantina em razão da elevação da nova Paróquia. As homenagens, entregues pelos demais vereadores presentes, foram direcionadas ao Bispo Diocesano, Dom Luiz Antônio Cipolini, e aos padres Padre Paulo Joaquim, Rui Rodrigues da Silva e José Afonso.

O Pároco de São Francisco de Assis de Adamantina fez discurso de agradecimento e compromisso perante os leigos e leigas das comunidades que farão parte da Paróquia São Francisco de Assis, além de agradecer aos precursores da comunidade, que perseveram há 30 anos na comunidade, além dos líderes das comunidades rurais da Lagoa Seca, Estrada 14 e Tucuruvi. “Adamantina é uma cidade muito abençoada, tem várias vocações. Uma comunidade que cresce, que tem fé, que participa, que se solidariza, que constrói, que é solidária com as instituições e famílias carentes. Fica aqui o nosso louvor e nossa gratidão a Deus”.

Uma placa comemorativa, em alusão à elevação da Paróquia, foi descerrada pelo Bispo Dom Luiz Antônio Cipolini, padre Paulo Joaquim de Souza e padres concelebrantes.

E, em clima festivo, Dom Luiz encerrou a celebração com a alegria dos fiéis e a certeza de que o Senhor conceda ao povo desta nova comunidade paroquial confiança e animação para prosseguirem com sincero entusiasmo.

Logo após a celebração, os presentes se reuniram na quadra de esportes da Escola Eurico Leite de Morais para uma singela confraternização.

Grande presença

Além da grande presença de fiéis de diversas cidades da Diocese, a Missa Festiva, presidida pelo Bispo Dom Luiz Antônio Cipolini, contou com a presença e foi concelebrada pelos padres Paulo Joaquim de Souza, Rui Rodrigues da Silva - Pároco de Santo Antônio de Pádua de Adamantina, José Afonso Maniscalco - Pároco de Nossa Senhora de Fátima de Adamantina, Veríssimo Mânfio, José Orandi da Silva - Administrador Paroquial da Catedral São Bento e Vigário Episcopal da Região Pastoral I, Mons. Nivaldo Resstel, Roque Hilário Siebeneichler - CP Vigário Paroquial de São José de Osvaldo Cruz, São Benedito de Sagres e São João Batista de Salmourão, José Valdir Grisante - Pároco de Imaculado Coração de Maria de Inúbia Paulista, José Luís Dias Barbosa - CP Vigário Paroquial de São José de Osvaldo Cruz e São João Batista de Salmourão, Sérgio Luiz Roncon - Pároco de São Francisco Xavier de Bastos, Cônego João Carlos Batista - Pároco de Nossa Senhora de Guadalupe de Marília, Carlos Roberto dos Santos - Pároco da São Pedro Apóstolo de Tupã e Vigário Episcopal da Região Pastoral II e Luiz Henrique de Araújo - Pároco de Nossa Senhora Aparecida de Ouro Verde.

Além da grande presença de fiéis de diversas cidades da Diocese, a Missa Festiva contou também com a presença de religiosos e religiosas da região, bem como de familiares do padre e de autoridades municipais, secretário municipal de educação, Osvaldo José, representou o Poder Executivo, e os vereadores Eder Ruete (presidente da Câmara Municipal), Acácio Rocha, Maria de Loudes Santos Gil, Hélio José dos Santos, Paulo Cervelheira e João Davolli, o Poder Legislativo.

Área Pastoral

A criação da nova paróquia ampliará o trabalho pastoral nos bairros Jardim Adamantina, Parque Itaipus, Conjunto Primavera, Parque Universitário, Residencial Rio Branco, setores que estavam vinculados territorialmente ligados à Paróquia de Santo Antônio, além das comunidades rurais da Estrada 14 - São Judas Tadeu, Tucuruvi - São João Batista - e Lagoa Seca - Santo Antônio de Pádua, antes compreendidos pela Paróquia Nossa Senhora de Fátima.
A designação do padre Paulo Joaquim de Souza, conhecido como Quinzinho, ocorreu em janeiro de 2018. Com 25 anos de sacerdócio, Quinzinho tem atuação nas paróquias de Nova Guataporanga, São João do Pau D'Alho, Tupi Paulista, Álvaro de Carvalho e Garça.

capa252