10
Seg, Ago

Religiosas de Marília assumem Mosteiro em Uberlândia

Congregações Religiosas

A parceria leva as irmãs contemplativas mariliense “à ação missionária, com o intuito de reformular o local mineiro, dando vida e independência à Abadia-irmã”, conta a irmã Bernadete, em entrevista.

O Mosteiro Maria Imaculada, de Marília, da Ordem Santa Clara, filiou-se ao Mosteiro Monte Alverne, da mesma congregação religiosa, de Uberlândia (MG), com a missão de revitaliza-lo.

A filiação ocorreu como medida de manter a atividade contemplativa no Mosteiro mineiro que estava há um passo do fechamento por não preencher os três requisitos principais que o faz ser considerado independente, a saber a dimensão litúrgica, formativa e administrativa.

Em entrevista, a irmã Bernadete de Maria Imaculada, da comunidade religiosa mariliense, explica a importância de cada aspecto elencado acima para a vida de contemplação. No que tange à capacidade litúrgica de um monastério, ela indicou que “Deus é o centro da vida de um Mosteiro, deste modo, as irmãs dedicam horas rezando para se manter em intimidade com o Pai Celestial de uma forma com que só a missão contemplativa pode propor”. Sobre a capacidade de formação, a religiosa afirmou que um mosteiro “necessita formar novas irmãs para que isso ocorra em harmonia, é preciso ter no mínimo seis irmãs professas, isto é, que já residam no local e sejam responsáveis pelo monastério”.

Já no que diz respeito à capacidade administrativa, a irmã afirmou que “como qualquer ambiente doméstico, um mosteiro necessita de trabalhos diários para manter os cuidados que toda casa necessita, além da administração financeira”.

A parceria entre as duas casas religiosas de contemplação foi firmada devido ao fato de o Mosteiro mineiro, agora filiado ao das irmãs clarissas de Marília, possui apenas cinco irmãs professas, sendo duas limitadas por conta da idade.

Deste modo, as irmãs do Mosteiro Maria Imaculada saíram em missão ao enviar três religiosas, a madre Marlene Inácia de Jesus Óstia, a irmã Miriã Gabriela da Santa Cruz e a irmã Clara De Santa Maria Dos Anjos, com o intuito de reformular o local mineiro dando vida e independência à Abadia-irmã. “Uma realização que une a missão contemplativa com a vida missionária”, conclui a irmã Bernadete.

EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL CHRISTUS VIVIT
clique para baixar
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade”
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade” é lançada pelo papa
Área de arquivos
Materiais disponibilizados pela Diocese e pelas pastorais

capa260