07
Ter, Dez

37ª. Assembleia das Igrejas é encerrada neste domingo

Brasil e o mundo

A 37ª. Assembleia das Igrejas Particulares foi encerrada, na manhã deste domingo (18). O evento ocorreu nos dias 16, 17 e 18 de outubro, no Centro de Espiritualidade Inaciana, em Itaici, Indaiatuba, (SP), e reuniu mais de 230 pessoas, sendo acerbispos, bispos, padres, religiosas e muitos dos leigos delegados que têm a missão de articular e animar as diversas iniciativas missionárias nas arquidioceses e dioceses do estado.

assembleiadasigrejas3dia2Durante os três dias de assembleia, houve estudo de textos, exposições, reflexões e partilha em torno do tema “Misericórdia e Missão”.

A solenidade de abertura teve início com a Oração dos Salmos e contou com a presença do arcebispo metropolitano de Campinas, dom Airton José dos Santos; do vice-presidente, Dom Pedro Luis Stringhini, bispo da diocese de Mogi das Cruzes e do secretário-geral, dom Júlio Endi Akamine, bispo auxiliar da Arquidiocese de São Paulo e Vigário Episcopal da Região Lapa.

Nesta 37 edição, a assembleia se inseriu nos recentes documentos do magistério da Igreja, como a Carta Encíclica Laudato Si’ Sobre o Cuidado da Casa Comum, a Bula de Proclamação do Jubileu Extraordinário da Misericórdia Misericordiae Vultus e as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (DGAE 2015-2019) aprovadas na última Assembleia Geral do episcopado brasileiro.

O arcebispo Metropolitano de Campinas em uso de palavra na abertura do evento, ressaltou a assembleia é um tempo de aprofundamento e compreensão, partilha e ajuda mútua na responsabilidade comum de batizados, discípulos missionários, para anunciar a Boa Nova do Reino. “Tudo isso, nos impulsiona a viver com maior coerência e vivacidade nossa identidade católica, pois carregamos em nossa história, a vida de tantas mulheres e homens que se doaram por amor, a Deus e aos irmãos, anunciando-lhes o Evangelho da Vida”, finalizou o presidente.

Na abertura da conferência, o bispo emérito de Santo André, SP, dom Nelson Westrupp, fez uma apresentação da temática da assembleia. Ele citou o apelo do Papa Francisco, na Encíclica Laudato Si’, “O urgente desafio de proteger a nossa casa comum inclui a preocupação de unir toda a família humana na busca de um desenvolvimento sustentável e integral, pois sabemos que as coisas podem mudar. O Criador não nos abandona, nunca recua no seu projeto de amor, nem Se arrepende de nos ter criado. A humanidade possui ainda a capacidade de colaborar na construção da nossa casa comum”. (Laudato Si’ nº. 13).

O segundo dia da Assembleia teve início com uma Celebração eucarística, presidida por dom José Luiz Bertanha, bispo de Registro, SP, e concelebrada pelos Presidentes das sub-regiões pastorais.

Em seguida, no auditório foram formados dezesseis grupos de discussões. Motivados por questões Como relacionar e integrar “Misericórdia e Missão” em nossa ação evangelizadora e prática pastoral? Como trabalhar a “conversão pastoral” e alimentar uma paixão pelo cuidado de nossa casa comum?, os participantes da 37ª. Assembleia debateram separadamente, em torno do tema “Misericórdia e Missão”.

Os resultados desses grupos foram levados para a plenária que aconteceu no final da manhã. Dentre essas ações, destacam-se redescobrir o rosto misericordioso que nossa Igreja tem; superar o funcionalismo eclesial; deixarmos de ser complicadores para tornar-se facilitadores do encontro com o Deus da misericórdia; deixar-se iluminar pelo exemplo do Papa Francisco; as dioceses devem olhar com carinho para os padres que trabalham nas periferias. Deve ser incentivada a ajuda entre as paróquias; precisamos sair do comodismo e ir em busca das misérias do povo sofrido e cuidar das suas feridas como fez Jesus Cristo; favorecer a conscientização dos leigos no sentido de irem além do simples trabalho pastoral/paroquial; se fala muito de justiça e se esquece do perdão: a igreja tem a missão de anunciar a misericórdia de Deus e como Jesus, ir ao encontro de todos sem excluir ninguém; Incentivar a criação da pastoral da ecologia onde ainda não houver. Investir na educação ecológica a começar pelas crianças; Valorizar e trabalhar bem a CF-2016 que tratará da questão ecológica; conversão Ecológica: optar por um consumo sustentável investindo na conscientização e na educação a partir de pequenas iniciativas que geram novos estilos de vida; incentivar a participação nos conselhos municipais do meio ambiente; tentar incutir valores que não sejam consumistas; ter espiritualidade coletiva; desenvolver programas educativos nos meios de comunicação de massa e nas redes sociais, entre outras ações.

No período da tarde, houve o Plenário participativo, no qual os participantes puderam expor suas preocupações e desafios no Ano da Misericórdia, como o cuidado com as pessoas idosa fora da Igreja; moradores em situações de rua; dependentes químicos, os jovens no ambiente digital e a igualdade racial.

O terceiro dia do evento foi marcado pela síntese de “Organização Pastoral”, “Compromisso eclesial e Pessoal” e “Conversão ecológica”, as (arqui)dioceses assumam e elaborem para si três linhas de ação evangelizadora.

A cerimônia de encerramento aconteceu no auditório Rainha dos Apóstolos.

Veja mais fotos de toda a assembleia.

EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL CHRISTUS VIVIT
clique para baixar
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade”
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade” é lançada pelo papa
Área de arquivos
Materiais disponibilizados pela Diocese e pelas pastorais

capa271