11
Qua, Dez
Novena de Natal 2019
Clique aqui para baixar
EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL CHRISTUS VIVIT
clique para baixar
Guia Pastoral Diocesano 2019
Clique aqui para baixar

Estamos no Ano da Misericórdia e o nosso pensamento se volta para uma realidade marcante em nossa Diocese: os cárceres. O Papa Francisco nos lembra que visitar os presos é uma das obras de misericórdia: "Redescubramos as obras de misericórdia corporal: dar de comer aos famintos, dar de beber aos sedentos, vestir os nus, acolher os peregrinos, dar assistência aos enfermos, visitar os presos, enterrar os mortos (MV, 15)". E o próprio Cristo nos fala no Evangelho de São Mateus: "Estive preso e fostes me visitar" (Mt 25, 36).

Leia mais...

Estamos nos aproximando das eleições municipais, momento privilegiado do exercício da cidadania, em que nós, católicos, juntamente com todas as pessoas de boa vontade, somos convidados a dar a nossa contribuição, a serviço do bem comum. A este propósito quero incluir, nesta edição, este artigo, baseando-me na mensagem da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) sobre as próximas eleições.

Leia mais...

O Papa Francisco apresentou a sua Exortação Apostólica sobre a família, com o título "Amoris Laetitia" (A Alegria do Amor), no último dia 8 de abril. Este documento pontifício é fruto das duas assembléias do Sínodo dos Bispos sobre a família (2014 e 2015). A partir das propostas apresentadas pelo Sínodo, o Papa trata da realidade atual da família: "O caminho sinodal permitiu analisar a situação das famílias no mundo atual, alargar a nossa perspectiva e reavivar a nossa consciência sobre a importância do matrimônio e da família" (AL, n. 2).

Leia mais...

A Semana Santa deste ano acontece em meio ao Ano Santo da Misericórdia, desejado e promulgado pelo Papa Francisco. Acontece também em meio a um momento profundamente crítico em nosso país. Como cristãos, não podemos ignorar a complexidade do momento presente. Não se trata de uma questão meramente partidária, de ser a favor ou contra alguém, ou um partido. O que está em jogo é muito mais sério e importante: as instituições que sustentam a relação da Democracia, da Cidadania.

Leia mais...

A pecadora pública foi levada a Jesus para Ele dizer se deveria ser apedrejada, conforme a lei dos judeus, ou ser perdoada. Jesus devolve a questão para os denunciantes. De fato, é fácil pedir o arbítrio dos outros para condenar sua decisão e livrar-se de um julgamento justo. No meio da multidão muitos procuram o ajuizamento sem se colocar no lugar da pessoa que é julgada.

Leia mais...

capa254