19
Ter, Nov
EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL CHRISTUS VIVIT
clique para baixar
Guia Pastoral Diocesano 2019
Clique aqui para baixar

Discípulos Missionários da Palavra

Mensagens do Bispo

Texto de Dom Luiz Antonio Cipolini publicado no jornal diocesano "No Meio de Nós" de setembro de 2019

O Papa Bento XVI esteve no Brasil em 2007, para inaugurar a V Conferência Episcopal Latino-Americana e do Caribe, em Aparecida. Nesse encontro, bispos, padres, religiosos, religiosas, leigos e leigas debateram sobre a missão da Igreja hoje em nosso Continente. O tema da Conferência foi: “Discípulos missionários de Jesus Cristo, para que n’Ele nossos povos tenham vida”. Insistiu-se que é importante seguir Jesus, amá-lo e conhecê-lo para testemunhar e anunciar aos outros esta bela mensagem: que todos tenham vida.

Jesus é o centro da história da salvação, o único Libertador e Salvador, que revelou o amor do Pai e, por sua morte e ressurreição, rompeu as cadeias do pecado. “Conhecer a Jesus é o melhor presente que qualquer pessoa pode receber; tê-lo encontrado foi o melhor que ocorreu em nossas vidas, e fazê-lo conhecido com nossa palavra e obras é nossa alegria” (DAp 29).

O anúncio de Jesus Cristo, portanto, deve ser alegre, vivo, breve e atual. É o querigma: um anúncio tão intenso que a pessoa se interesse por Jesus e procure conhecê-lo mais. Isso se faz pelo testemunho e não por conceitos e ideias. O cristão deve dar testemunho de que tudo que Jesus fez em sua vida pode fazer também para cada pessoa. Para ser discípulo de Jesus Cristo é preciso viver como ele viveu, amar como ele amou. É preciso comprometer-se com a Boa-Nova que ele trouxe, agindo conforme a vontade do Pai e na verdade da sua Palavra, ou seja, da Sagrada Escritura.

São Jerônimo, presbítero e doutor da Igreja, nos ensina que ignorar as Escrituras é ignorar a Cristo, por isso, é missão do discípulo acolher e venerar a Sagrada Escritura, porque ela é Palavra de Deus, inspirada pelo Espírito Santo. O centro da Bíblia é o Evangelho, que revela o Deus que ama e salva a humanidade. No contato com a Sagrada Escritura, o discípulo busca ver o que Deus revela ao ser humano de hoje. Como fez outrora, também hoje Deus quer consolar, anunciar, denunciar, animar e desenvolver a vida: ele quer salvar. Será preciso ler a nossa vida iluminada pela Bíblia.

Onde existe um efetivo encontro pessoal e comunitário com Jesus Cristo, especialmente na Palavra, acontece o despertar de inúmeros discípulos missionários (Cf. DAp 11). A fé não é um saber teórico, mas o ato de uma pessoa que decide confiar em outra pessoa, que é Jesus Cristo. Confiar em tudo e apesar de tudo, a ponto de pôr em jogo, neste compromisso, o sentido de sua própria existência. O Senhor nos diz: “Não tenham medo” (Mt 28,5). A alegria do discípulo missionário é remédio frente a um mundo atemorizado pelo futuro e oprimido pela violência e pelo ódio.

Queridos irmãos e irmãs, não deixemos passar um dia sequer sem buscar na Sagrada Escritura, o sustento necessário para nossa vida de discípulos missionários!

capa254