19
Seg, Abr

"Vede como é bom, como é agradável os irmãos conviverem unidos" (Sl 133,1)

Mensagens do Bispo

Amados irmãos e irmãs, no início de março, mais exatamente entre os dias 1º e 7, os bispos da Província Eclesiástica de Botucatu estiveram reunidos para rezar, compartilhar suas vidas e o seu trabalho em suas respectivas dioceses. Como acontece todos os anos, este encontro é realizado na Casa Vila Anchieta, em Boracéia, local apropriado para a convivência e o descanso.

Amados irmãos e irmãs, no início de março, mais exatamente entre os dias 1º e 7, os bispos da Província Eclesiástica de Botucatu estiveram reunidos para rezar, compartilhar suas vidas e o seu trabalho em suas respectivas dioceses. Como acontece todos os anos, este encontro é realizado na Casa Vila Anchieta, em Boracéia, local apropriado para a convivência e o descanso.

Estiveram presentes no encontro os bispos: Dom Maurício Grotto de Camargo, arcebispo metropolitano de Botucatu; Dom Benedito José Simão, bispo diocesano de Assis; Dom Antônio de Sousa, CSS, bispo emérito de Assis; Dom Irineu Danelon, bispo de Lins; Dom Salvador Paruzzo, bispo de Ourinhos; Dom Benedito Gonçalves dos Santos, bispo de Presidente Prudente; Dom Osvaldo Giuntini, bispo emérito de Marília, e eu.

Esta foi a primeira experiência que tive, de conviver com os bispos da Província por uma semana inteira, visto que, no ano passado, assim que cheguei a Boracéia, recebi o telefonema de meu irmão, Dom Pedro Carlos Cipolini, informando que meu pai estava gravemente enfermo, internado no hospital de Caconde. Portanto, parti no dia seguinte à minha chegada, para estar junto com meu pai e familiares, deixando de participar do encontro com os bispos.
Porém, no início deste mês, pude experimentar o que diz o Salmo 133: "Como é agradável os irmãos conviverem unidos". Nesta semana de convivência, tivemos a oportunidade de conhecer-nos melhor, nos momentos de oração, reflexão, passeio e até mesmo nos momentos da refeição. A cada dia, celebramos a missa, apresentando a Deus as necessidades do mundo, da Igreja e, em particular, das nossas dioceses. Rezamos o ofício divino e tivemos a oportunidade de partilhar nossas alegrias, dores e esperanças. 

A partilha da realidade de nossas dioceses nos aproximou uns dos outros e nos ajudou a perceber que a união fraterna é benção de Deus e é vida, pois acabamos compreendendo e experimentando que não estamos sozinhos na caminhada. Revivemos, durante a semana, o que já acontecia no cristianismo primitivo, ou seja, a comunidade de apóstolos já era uma comunidade fraternal, com comunhão de bens, esperanças e sonhos.

Referindo-se à comunidade fraternal, Cristo insiste em que ele está presente em cada um e em todos, desde o menor de todos, fortalecendo os laços fraternais. É preciso que o mundo atual, onde tantas vezes se proclama a fraternidade apenas teoricamente, tenha testemunhas comprometidas, que mostrem que se trata de uma realidade possível e crescente e não de uma simples utopia, bela mas ilusória. Deus age no mundo e atrai os homens para o seu Reino, que é um Reino de irmãos.

Agradeço a Deus e aos irmãos bispos pela oportunidade e confesso que estava sedento deste testemunho de amor, que confirma a esperança de um mundo mais humano e fraterno. Feliz tempo Pascal!

EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL CHRISTUS VIVIT
clique para baixar
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade”
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade” é lançada pelo papa
Área de arquivos
Materiais disponibilizados pela Diocese e pelas pastorais

capa266