11
Sab, Jul

Primeiro Plano Diocesano de Pastoral

Mensagens do Bispo

Antes de entrar no tema deste mês, gostaria de lembrar alguns acontecimentos importantes na caminhada evangelizadora da Igreja Particular de Marília. Em primeiro lugar, a criação da diocese pelo Papa Pio XII, em 16 de fevereiro de 1952, e sua instalação oficial em 12 de outubro do mesmo ano foram as primeiras boas notícias que encheram de alegria a população católica da Alta Paulista. No final do ano de 1975, realizou-se a primeira Assembleia Diocesana no Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, na cidade de Tupã.

Várias iniciativas pastorais, como a "revisão ampla", as missões populares, o PRNM (Projeto Rumo ao Novo Milênio) e o projeto SINM (Ser Igreja no Novo Milênio), da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), a celebração do grande jubileu do nascimento de Jesus Cristo, foram momentos de intensa evangelização. A celebração do Jubileu de Ouro, em 2002, foi outro momento importante na vida eclesial. Dom Osvaldo Giuntini fala sobre este momento dizendo: "O jubileu diocesano é uma graça que Deus nos dá e se constitui em uma nova oportunidade de conversão, de retomada na missão evangelizadora e transformadora. O Senhor abençoe a diocese de Marília, os bispos, presbíteros, seminaristas, religiosos(as), Institutos Seculares e todo o seu povo".

Hoje, estamos diante de um novo momento nesta história: o lançamento do Primeiro Plano Diocesano de Pastoral. Sabemos da importância do plano, através dos documentos da CNBB, que nos diz: "Para uma ação evangelizadora eficaz, é preciso ir além da definição de diretrizes. É preciso chegar a "indicações programáticas concretas", através da elaboração de um plano diocesano de pastoral e, em sintonia com este, de planos específicos em todos os âmbitos e serviços eclesiais, imprescindível para uma pastoral orgânica e de conjunto" (cf. doc. 94, 121).

Nosso Primeiro Plano Diocesano de Pastoral nasceu do encontro e do diálogo de muitos agentes de pastoral. Estou convencido de que o Plano Diocesano de Pastoral, colocado em prática, poderá unir nossas três Regiões Pastorais, num só compromisso de fé em Jesus Cristo, e nos ajudar a continuar, no mundo, sua ação salvadora.

Precisamos arregaçar as mangas, pois como nos adverte o Papa Francisco: "sabemos que existe a tentação de ficarmos paralisados pelo medo que, às vezes, fantasia-se de timidez e cálculo realista e, em outros casos, de repetição rotineira".

Este é o momento de colocarmos nossa fé em ação, pois como nos adverte o apóstolo São Tiago: "a fé sem obras é morta" (Tg 2,17). Termino convidando a todos para a 38ª Assembleia Diocesana, que será realizada em Tupã, no próximo dia 24 de novembro. Nesta celebração, será lançado o Primeiro Plano Diocesano de Pastoral.

Que nosso padroeiro, o Apóstolo São Pedro, interceda por nós e nos alcance a audácia apostólica, audácia forte e fervorosa do Espírito.

Confio a acolhida e a realização deste plano à proteção maternal de Nossa Senhora Aparecida e concedo a todos a minha amizade e minha benção.

EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL CHRISTUS VIVIT
clique para baixar
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade”
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade” é lançada pelo papa
Área de arquivos
Materiais disponibilizados pela Diocese e pelas pastorais

capa260