02
Ter, Jun

As Conferências Episcopais no Concílio Vaticano II

Padres e seminaristas

As Conferências Episcopais tiveram importante participação no evento conciliar. Colaboraram oferecendo nomes para as comissões conciliares e participaram de reuniões nacionais e supranacionais. Todavia, o Concílio não explicita a relação entre Colegialidade e Conferência Episcopal e, por causa da discrepância de opiniões entre os padres conciliares, renuncia a indicar a fundamentação teológica da última.

O Decreto Christus Dominus confere às Conferências Episcopais estatuto oficial como instituição eclesiástica. Não reduz seu papel a simples ajuda ao Bispo diocesano, mas precisa-a como exercício de solicitude por todas as Igrejas.

Lumen Gentium (III, 23d) cita as Conferências Episcopais no mesmo parágrafo em que aborda as antigas Igrejas Patriarcais. A Constituição atribui à Providência Divina a origem destas, podendo-se inferir o mesmo (simili ratione) daquelas. Destarte, as Conferências Episcopais não se apresentam como mero efeito de forças descentralizadoras, mas fruto da ação de Deus na história.

Christus Dominus (III, 36-38) situa as Conferências Episcopais em paralelo com os Sínodos e Concílios Particulares. Define-as como exercício em conjunto (coniunctum) do múnus pastoral dos bispos e oferece algumas orientações práticas.

Conferência Episcopal é uma espécie de assembléia em que os bispos duma nação ou território exercem juntos o seu ministério pastoral para incrementarem o bem que a Igreja oferece aos homens, especialmente por formas e métodos de apostolado conforme às circunstâncias do nosso tempo (CD III, 38a).

O Concílio apresenta um paralelismo entre os antigos agrupamentos de Igrejas e os novos. Nesse paralelismo está implícita a analogia entre os concílios (sínodos) daqueles e as conferências destes. Todavia, o Vaticano II não conseguiu consenso para estabelecer a relação entre Colegialidade Episcopal e Conferências, recorrendo a termos imprecisos e vagos, como affectus collegialis (LG) e coniunctum (CD), deixando em aberto a fundamentação teológica das Conferências. Entretanto, essa analogia constitui pista para aprofundar o status teológico das Conferências Episcopais.

 

EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL CHRISTUS VIVIT
clique para baixar
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade”
Exortação Apostólica “Gaudete et Exsultate: chamado à santidade” é lançada pelo papa
Área de arquivos
Materiais disponibilizados pela Diocese e pelas pastorais

capa260